O casado no supermercado

Eu sou o Rafael (fictício), na época tinha 23 anos e sempre gostei muito de putaria, ainda mais quando era com macho casado. A aliança dourada e uma mala marcada sempre me chamaram atenção e eu não consigo evitar de olhar. Nesse dia em específico, era um sábado eu aproveitei o dia de folga pra malhar. Fui na academia, não tenho o corpo bombado, mas é um corpo bacana, 178cm e uma rola de 16cm que dá pra brincar bastante. Mas vamos ao que interessa… saindo da academia, lembrei que precisava pegar umas coisas no supermercado. Estava com um short bem curto que valorizada minha pernas, e sempre pronto pra jogo. Entrei e enquanto procurava o que precisava, notei um homem que fazia muito meu tipo: uns 35 anos, cara de pai e aliança dourada no dedo. Comecei a reparar ele, e quando olhei pra baixo, notei uma rola dura na sua calça, e ele vendo isso apertou pra me mostrar e chamar atenção. Eu fiquei louco de tesão e queria dar ali na mesma hora. Ele ficou se exibindo pegando aquela rola, até que alguém se aproximou e ele disfarçou e foi pra outro lado.

Ler mais

Adorei ser enrabado

Meu nome é Marcos André sou casado, tenho 38 anos , esse relato aconteceu comigo há uns dois anos atrás. Eu e minha mulher sempre fomos muito liberais no que se refere a sexo, temos um consolo, e um plug anal, ela as vezes gosta de fazer anal e vaginal ao mesmo tempo (dupla penetração), ela foi quem despertou meu instinto bi-sexual, nesse mesmo período sempre quando nós estávamos transando ela alisava meu anel, colocava o dedo no meu cuzinho, eu sentia uma sensação boa, gozava muito gostoso e me acostumei com isso, até que um dia ela foi passar um final de semana na casa de sua irmã e eu fiquei sozinho em casa, e aí você sabe né, a imaginação começou a fluir para a sacanagem, eu peguei os objetos e fui tentar introduzi-los no meu anel, a principio fui muito difícil mas aos

Ler mais

Dei pro Amigo Usando a Calcinha da sua Irmã

Essa história aconteceu a um bom tempo atrás, foi minha primeira experiência gay com um amigo.

Durante minha infância e adolescência passei a maior parte de minhas férias de verão como convidado de um amigo de escola em sua casa de praia. Íamos sempre seus pais, eu, ele (Edu), sua irmã (Melissa), dois anos mais velha que nós, e eventualmente uma amiga dela. Melissa sempre foi muito bonita, e a partir dos 14, 15 anos seu corpo de mulher começou a atrair bastante a atenção masculina.

Ler mais

Meu avô me iniciou

Essa história aconteceu há muito tempo. Na época minha mãe trabalhava na casa de meus avós adotivos. Ela fazia limpeza da casa, almoço, lavava as roupas, três vezes por semana, pois minha avó já tinha bastante idade para fazer tudo sozinha. Como minha mae não gostava que eu ficasse em casa sozinho eu sempre a acompanhava e passava os dias fazendo estudando e ajudando o meu avô.

Eles tinham uma casa grande, com um bonito quintal e dois quartinhos nos fundos, onde eram guardadas ferramentas e outras bugigangas. Meu avô tinha quase oitenta anos, mas era muito lúcido e cheio de vida. Vivia mexendo no quintal e consertando uma coisa aqui ou ali.

Ler mais

O Rapaz do iFood

Ontem cheguei em casa morto, sem vontade de nada, apenas com muita fome. Tomei aquele banho e fui logo pro app pedir o jantar.
Depois de muito escolher e com o cansaço ameno fiz o pedido. Estava com muito tesão, inclusive estava no Grindr vendo alguns boys, mas nada de concreto. Então decidi bater uma. Com o pau duro e quase gozando, uma moto buzina em frente à minha casa. Era o jantar. Todo sem jeito e ainda pelado, abri o portão ao motoboy pelo interfone e pedi uns 5 minutos para me vestir.

Ler mais

Enrabando o sindico do meu prédio

Eu me chamo Renato, tenho 37 anos, sou adepto da malhação, prezo por uma vida saudável e adoro os prazeres que o sexo me proporciona. Moro na Zona Norte de São Paulo em um condomínio, cujo o sindico despertou brutalmente os meus desejos libidinosos.

O cara já é um senhor na casa dos seus 50 e poucos anos, um corpo ainda bem conservado, cabelos grisalhos e uma bundona deliciosa capaz de deixar qualquer pica dura. Algum tempo atrás, houve rumores no condomínio de que o sindico era gay e por esse motivo, ele havia se separado da esposa. Entre verdades e boatos, resolvi tirar as minhas próprias conclusões. Coincidentemente, ele mora no mesmo andar que eu, o que possibilitou ainda mais a nossa aproximação.

Ler mais