De passivo a ativo

Essa eu não esperava, provei do meu próprio veneno, sempre fui passivo ao extremo, sempre chupei, tomei o leitinho, dei o cuzinho, ou o cu, sempre adorei ser submisso ao macho, mas essa de ser ativo, jamais imaginei.
Agente coloca cada coisa na cabeça e passa a agir como se fosse a sua verdade, eu no meu pensamento, achava que o meu pau jamais ia ficar duro ao ponto de querer mete lo no cu de alguém, pois é, eu que sempre sou passivo, que gosto de dar gostoso, me vi sendo mamado por outro, que acariciava as minhas bolas e chupava bem gostoso a ponto de me vir uma vontade de meter em seu cu, coisa que fiz, mais o parceiro me pediu para despejar a porra em sua

Ler mais

A Volta do desejo por homens

Faz muito tempo que não escrevo aqui. Nesse tempo longe eu acabei de afastando de minha bissexualidade. Porém, nessa última semana isso voltou com uma força impressionante e eu precisei realizar esse desejo.
Há pouco tempo eu achei uma página no Twitter chamada: Penis collection, super recomendo, inclusive. Nela tem fotos de tudo quanto é tipo de pinto, e isso foi reacendendo minha chama haha até que chegou a quinta feira, dia 14 de out.
Esse dia eu estava descontrolado de tesão. Normalmente eu não reparo em homens na rua, mas nesse dia eu estava e muuuuito.

Ler mais

Com dois amigos depois do baile funk

Me chamo Douglas tenho 23 anos, 1,75 de altura e 65 kg, sou moreno, olhos castanhos claros, cabelos pretos, um corpo normal uma bundinha empinada e um pau de 19 cm!
Mas bem vamos ao conto era um sabado e eu muito afim de sair, chamei dois amigos para irmos em um baile funk em um clube aqui perto msm, Vinicius (ficticio) e Rodrigo (ficticio) ..
Fomos para o baile lotado muita gente aquela coisa de baile funk todo mundo sarrando um no outro, como tava muito cheio nao tinha muito jeito de ficarmos dancando sem se encostar, ate que eu dancando na frente do Rodrigo sinto ele pressionando o pai dele na minha bunda que estava encostada nele, aquilo ja foi me dando muito tesao,

Ler mais

Putaria na praia de nudismo

E aí pessoal passando aqui para contar uma aventura desse final de semana na praia de nudismo na Paraíba.

Domingão sozinho e recebo o convite do amigo pra irmos ao litoral sul da Paraíba e acabamos na praia de Tambaba. Chegamos e eu não tinha pretenção de ir para o lado do nudismo, mas meu amigo queria e precisava de alguém para formar casal pois só entra casal. Depois dele insistir muito fui. Chegando lá tem de tirar a roupa os homens e aí já fiquei de olho em um boy moreninho dos seus 23 a 25 anos por aí e meu amigo olhando a paisagem. Fomos

Ler mais

Pedreiro e seus amigos

Todos os dias, ao ir para o trabalho, passo de carro por uma rua da zona sul de São Paulo onde estavam construindo um conjunto residencial de prédios próximo a uma esquina com um daqueles semáforos que demoram uma eternidade para se abrir.

No começo de dezembro de 2010, em um daqueles dias de calor sufocante e ainda às 6h45 da manhã, minha atenção se voltou para alguns operários da construção desses prédios. Eram três operários aparentando idades entre 22 e 25 anos no máximo e vinham caminhando pela rua um pouco antes do semáforo. Dois deles trajavam seus uniformes completos: botinas pretas, calças cinzas e camisetas básicas de gola careca em cor laranja e símbolo branco da construtora estampados no lado esquerdo do peitoral. O terceiro estava descamisado e permitindo que seu belo corpo escultural ficasse exposto.

Ler mais

Foda depois do trabalho

Tudo começou quando estava em em casa e meu tocou, quando atendi uma voz do outro lado da linha se identificou, e logo após disse meu meu nome, quando me idenfiquei ele logo falando que tinha conseguido meu número com um amigo q hávia contado sobre nossa foda e ele também tava muito afim de ficar comigo. Disse a ele que morava em outra cidade e que raramente iria na cidade onde ele morava, decepcionado me pediu pra agendar o número dele e que eu fizesse a gentileza de liga quando eu fosse, pois através do relato do amigo ele já tinha até gozado pensando em fuder comigo. Bem, como todo mundo já sabe sou uma pessoa caridoso e adoro dar meu kct a qm tiver necessitado. quase uma mês depois tive que ir na cidade dele a trabalho q fica só 200km de onde moro, liguei

Ler mais

Primeira vez em uma boate/darkroom

Esse é meu primeiro conto. Sou gordinho, tenho 1,65 de altura, olhos castanhos escuros, cabelos pretos e uma pica de mais ou menos 17cm grossa e meu nome Diego (fictício) e 27 anos.
Quando eu tinha 18 anos, nunca havia saído para nenhuma balada, festa lgbt por conta de uma criação muito conservadora, até que conheci meu irmão por parte de pai que também é gay e me levou para uma boate LGBT que antes na época ficava em Copacabana. Fui a primeira vez bem animado, meu irmão acabou ficando com um rapaz e sumiu de vista e eu fiquei rodando o espaço e conheci um cara, mexicano, um pouco mais alto que eu e uma pica bem grossa que deveria ter por volta dos 20cm.

Ler mais

Quem come também dá

Carlos e um amigo que estuda comigo e um dia tivermos que fazer um trabalho e por ficar mais tempo só em casa convidei para vir até a minha casa para fazermos o tal trabalho, tudo estava indo bem quando tivemos que pesquisar algumas coisa na Internet, e já viu dois caras só e curiosos alem de ver o que queiramos entramos em um pagina porno onde tinha vídeos e ficando vendo até que Carlos viu um vídeos porno gays e quis assistir o que falei tudo bem, Carlos e um cara magro e moreno eu já sou meio gordinho e de estatura media, Carlos com seus 23 anos e com os meus 56 anos, quando demos por nos estava tanto eu como Carlos de pau duro vendo aquelas cena e foi ai que o mesmo me falou nossa deve ser gostoso brincar assim um com outro, lhe perguntei se tinha tido experiência o

Ler mais