Arrombado pelos amigos do meu pai

Opa galera, vou começar me apresentando, sou branco, com cabelos pretos, tenho 18 anos, 1,82m e 80kg, sou um pouco forte devido aos 2 anos de academia que faço. Moro no interior do meu estado e sou de uma família grande, bem preconceituosa, típica do interior, por causa disso apesar de perceber a minha atração por homens desde cedo, sempre reprimi e nunca tive coragem de ficar com outro cara, com medo de ser descoberto, até cerca de 3 meses atrás quando o amigo do meu pai tirou o meu cabaço, como contei no meu primeiro conto aqui.
Pois bem, depois daquela primeira vez virei uma puta fixa do tio Beto, mas semana passada o Beto me mandou uma mensagem dizendo que no sábado a mulher dele ia viajar com as crianças e ele ia me fazer uma surpresa na casa dele e marcamos às 21h.

Ler mais

Quatro amigos em uma noite chuvosa

Era uma noite bastante chata de sábado, onde a falta de dinheiro, tempo instável e pouca imaginação nos rendeu uma noite de video game em meu quarto.
Estávamos espalhados pelo cômodo, eu na cama, recostado, Guilherme do outro lado. Daniel e Renato no chão. Ninguém falava muito, ninguém sequer respirava muito. Estávamos naquele estado de torpor que a apatia nos impôs. Meus pais haviam saído para o sextagésimo aniversário de um parente de um colega de trabalho do meu pai. Programa de índio ao qual dispensei imediatamente.

 

Ler mais

Meu Peimeiro Ménage Gay

Esses dias um cara me chamou para conversar, em um site de relacionamento, ele assim como eu é casado com mulher mas curte sair com outros caras. Não tinha foto do rosto, mas tinha um corpo definido, moreno, no perfil dizia que tinha 1,90m de altura, 39 anos, e um pau maravilhoso que te convida a cair de boca ou sentar e não levantar mais.

Ler mais

Seduzido por um trio de personal trainers

Após uma consulta com um ortopedista, motivada por uma lombalgia que vem me atormentando há alguns meses, recebi do médico uma recomendação que me desagradou mais do que a pequena coleção de medicamentos que me foi prescrita. A de que deveria começar a fazer exercícios físicos regulares para prevenir a recorrência dos sintomas e o … Ler mais

Suruba Sem Camisinha

Sempre achei essa idéia de transar sem camisinha muito perigosa, mas muito excitante. Tenho 22 anos e sou do Rio de Janeiro, e adoro uma sacanagem. Certa vez, fui num desse clubes de suruba que existe aqui na cidade, pois estava na seca e queria muito transar, seja dando ou comendo. Chegando no local, a gente era obrigado a ficar pelado e andar apenas com uma toalha em volta da cintura, mas muita gente nem usava essa toalha e saí andando mostrando o pau, na maioria das vezes sempre duro. De repente passou um cara branquinho, cara de anjo, mas que devia ser muito safadinho. O melhor de tudo é que ele tinha muitos pentelhos em volta do pau, o que me deixou cheio de tesão.

Ler mais

Enrabado pelos amigos no churrasco

Bom pessoal, venho nesse relato descrever a experiência maravilhosa que eu tive num churrasco em minha casa com meus amigos, era um sábado de novembro de 2004, quando eu(Bruno) e meus amigos(nome fictícios), Carlos( moreno baixinho, mas de um pau delicioso q eu experimentei e gostei de 19 cm), Júlio(pele mais clara, e com 17,5cm), Daniel(branquinho e com apenas 16 cm), Fábio(branco e forte com belos 21cm), Eduardo( um pouco gordo ele é mas descobri q ele tem um belo de um Pau com 22,5cm) e Rodrigo( um morenão com um pintão do tamanho do meu desejo de dar com 25cm e bem grosso). Então eu e meus 6 amigos nos juntamos e fomos fazer um churrasco aqui em casa como o de

 

Ler mais

Orgias incestuosas

Foi quando eu ingressei na sexta série que eu conheci o Edu e o Robson,que em pouco tempo se tornariam meus melhores amigos na escola. Nossa amizade não foi compreendida por ninguém e causou um grande desgosto a minha mãe e nossas professoras. Afinal, eu sempre havia sido um aluno exemplar, menino discreto e estudioso, pouco chegado a garotos bagunceiros. Não que o Edu ou o Robson estivessem entre os piores. Mas era a sua origem que dava medo. Era o pai deles dominava o crime em áreas próximas a minha casa. É claro que ele raramente aparecia, mesmo para os garotos. Nem o Edu nem o Robson eram

Ler mais