Provando a baguete do meu colega de trabalho

Eu trabalho em uma grande rede de supermercados à mais ou menos três anos, e à cerca de oito meses atrás foi contratado um novo padeiro chamado Guilherme, ele têm cerca de 35 anos, 1.77, peludo, cabelo curto, barba feita, olhos castanhos, não é gordo e nem magro e um jeito tímido que conquista qualquer pessoa. Logo após que ele começou a trabalhar no mercado, eu simplesmente fiqui encantado por aquele homem, não sei explicaeo o motivo por que eu fiqui tão encantado pelo padeiro, mais eu simplesmente não conseguia tirar ele dos meus pensamentos.
Nós primeiros dois meses, ele não dava sequer um bom dia, mas de repente ele passou a me cumprimentar sempre com um sorriso rosto, e toda vez que ele comprimentava eu percebia o seu olhar de safado vindo na minha direção. E depois de algum tempo, ele finalmente puxa assunto comigo no refeitório da empresa, e depois de cerca de meia hora conversando com ele, eu descobrir que ele iria passar à ir embora no mesmo horário que eu e eu como não sou bobo nem nada disse:

Ler mais

Teria eu realizado meu sonho de dar pra vários?!

eae meus putos, como vcs estão?!
vou contar uma coisa bem quentinha, acabei de chegar em casa todo suado e com tesão ainda

Matheus(nome real) estudou comigo desde a 1a série do fundamental, a gente sempre brigou na escola, mas não é disso que eu vim falar aqui hj, a gente já ficamos algumas vezes, ai desde ontem (30/11/20) estamos marcando de se ver de novo, mas quem mora em São Paulo, no ABC principalmente, sabe que tava quente e do nada começou a chover, então eu desisti de ir ontem, pois como não temos local, o mato que sempre vamos iria estar só a lama.

Hoje pela manhã, eu já acordei com mensagem dele, falando pra ir pro mato, eu disse que daria pra ir na minha tia, procurei e procurei a chave da casa dela, e nada, então falei que tava colocando o tênis e estava indo.
Cheguei na rua que sempre nos encontramos e fomos para o mato, andamos uns 1km, pra chegar lá.

Ler mais

A ultima leitada no puto casado

Bom esse puto é um tesão de homem e dá como se não houvesse amanha… meti com ele várias vezes, tinha semana que eu e ele nos viamos quase todos os dias, onde eu enfiava porra dentro daquele cu sem dó ate mais de uma vez no dia, resumindo esse puto já era meu amante praticamente fixo.. dentre os vários que eu fidelizo kkkkk..
Bom essa semana foi por mais incrivel que pareça acho que a ultima vez que nos vimos, estava em casa e recebo uma mensagem dele no meu celular dizendo que precisava conversar comigo, claro que aceitei de imediato já imaginando que seria pra fuder.. mas não era uma coisa muito séria.

Ler mais

Vizinho me fez de putinha e meteu sem dó

Olá, me chamo Diego e desde que perdí a virgindade adoro ser puta de macho, tenho 21 anos, sou branquinho e fui abençoado com uma bunda grande, um dia se mudou para minha rua uma familia que tinha um filho da minha idade, muito gostoso por sinal, corpo malhado, moreno, alto e andava sempre sem camisa exibindo o abdomen sarado e tesudo, além de usar aqueles shortinhos de futebol que me deixava doido, mesmo assim nunca fui atrás porque ele namorava uma menina de familia, na minha cidadezinha, no entanto surgiu boatos da bisexualidade dele, e tals, como eramos vizinhos nos víamos sempre, acabamos nos aproximando com o tempo, até que um dia fomos assistir um jogo na minha casa, o que eu ñ sábia era que minha mãe ia sair de casa, então procurei a cueca mais apertada que tinha, e o short mais colado que achei, minha bunda grande ficou muito vísivel, quando ele chegou e

Ler mais

Minha primeira experiência sendo passivo

Me chamo Vinicius e tenho 23 anos e o que relato aqui, aconteceu na minha adolescência quando eu nem pensava em sexo ainda, era totalmente virgem e ingênuo, nunca havia nem beijado na boca ainda, eu era um adolescente, bem branquinho, olhos verdes, cabelos loiros, magro, 1,65 de altura, tinha e tenho uma bunda atraente e nesta época eu morava em SP no bairro de Pirituba, próximo ao pico do Jaraguá. Tinha alguns amigos na escola e na rua onde eu morava e só queria brincar com eles. Eu sempre gostei de andar com os garotos mais velhos que eu, um desses meus amigos era o Paulo, ele tinha 18 anos e bem mais velho que eu na época, era negro, 1,80 de altura, corpo atlético, muito simpático e com um sorriso cativante e também muito engraçado, era o meu melhor amigo, fazíamos quase

Ler mais

Uma Noite na Saúna Gay

Eu tinha ouvido falar muito sobre a saúna gay na cidade, mas nunca havia tido a oportunidade de visitá-la. Como um jovem solteiro, eu ansiava por novas experiências e decidi, finalmente, que era hora de visitar a saúna gay.

Eu tinha lido sobre as regras, então eu sabia que eu precisaria trazer um roupão e sandálias, e que eu teria de tomar banho antes de entrar. Levei alguns minutos para me acostumar com o ambiente, mas quando eu entrei, eu percebi porque todos falavam tão bem da saúna gay.

O lugar estava quente, mas não era desconfortável. O vapor das saunas e a água corrente refrescante das piscinas eram relaxantes. Havia muita gente ao redor, alguns tomando sol, outros nadando, e alguns sentado ao redor da sauna.

Ler mais