Reencontro com o Primo

Já relatei aqui uma aventura que tive com meu primo Felipe, em agosto, desde então não comentamos mais sobre o assunto, continuamos como se nada tivesse acontecido. Essa semana no dia que eu estava de folga ele me ligou convidando para ir na na casa dele. Como não é comum ele me convidar dia de semana para ir na casa dele, logo já imaginei qual era a intenção dele.
Fui preparado para as segundas intenções dele, e a minha também. Cheguei na casa dele, começamos a conversar até que ele falou:

– Vou falar a verdade, te chamei aqui porque todos os dias eu penso naquela foda contigo, tenho medo de sair com outros caras e alguém descobrir, mas contigo é diferente, além de primo você também é casado. Te chamei aqui pois quero realizar as fantasias que tenho com outros caras, contigo. Se você não tiver afim eu vou entender, mas ter um primo como amante eu acho muito mais seguro e confiável.

Ler mais

Entrando escondido no quarto do Tio Dotado

Fui passar mais um final de semana na casa do meu namorado, estávamos, namoramos transamos, e na hora do jantar a mulher do André disse que iria pra casa da mãe, estava próximo de ter filho e tals, acho que deveria estar chateada, não estava conseguindo dormir, virava pra todos lados enquanto meu namorado roncava profundamente, levantei e fui beber água, na porta me lembrei que André estava sozinho, peguei o gel lubrificante e fui na direção do quarto dele, como a porta estava destrancada entrei cuidadosamente, além do meu namorado André e a esposa ainda moravam a mãe do meu namorado e a avó dele (mãe do André), entrei por baixo das cobertas e achei o pau dele, meia bomba dentro da cueca, sem nenhum receio abaixei a cueca dele e coloquei o pau na boca, chupei por pouco tempo, o suficiente para para o pau dele ficar duro o acordando, meio assustado ele levantou a coberta me perguntando o que estava fazendo ali, apenas.

Ler mais

Primeira vez comendo o putinho do meu primo

Meu nome é Renan, hoje tenho 26 anos, sou gay, não sou assumido publicamente, mas não me escondo de ninguém, nunca precisei dizer pra ninguém que sou gay, mas digo pra todo mundo quem eu pego. Mainha já me perguntou e eu confirmei que sou gay, mas como as vezes eu pego mulher ela fica na dúvida. O importante é que ela não se mete, nem da a opinião dela, ela só fala pra eu me cuidar, e eu que entenda como quiser.
Meu pau tem 19 cm hoje em dia, mas na época dessa história que vou contar era um pouco menor. Eu ainda não era maior de idade, o site não deixa falar a idade correta, mas vocês sabem a idade que a maioria começa a foder. Eu ainda não tinha metido direito em ninguém, mas vivia na brotherage com meus primos e amigos da rua.

Ler mais

Flagras em família

Breno é um cunhado maravilhoso, justamente porque nunca o vejo. Não que eu não goste dele, mas ele é bem chato. Breno é irmão caçula da minha namorada, tem dezenove anos, corpo normal, nem gordo, nem magro, uns poucos centímetros mais alto do que eu, negro de pele bem escura, sem muitos pelos pelo corpo, cabelo cacheado, rosto não muito bonito, mas também não é feio e uma bunda bonita. Nunca conversamos muito. Breno é desempregado, não estuda, não namora, não sai, não faz nada em casa… enfim, um vagabundo bem preguiçoso. Ele mora com os pais, que trabalham fora durante o dia e só chegam em casa após escurecer. Breno passa o dia inteiro sozinho em casa, no

Ler mais

Fiz do Meu Genro Minha Puta Fixa

Sou Ronaldo, tenho 48 anos, sou bem alto, corpo normal, peludo, cabelos escuros e uso barba curta. Sou pastor de uma igreja. Sempre escutamos e procuramos orientar os frequentadores. Um dia ouvi uma mãe conversando com o outro pastor sobre o filho dela, Sandro. O rapaz estava ao lado dela, era bem branquinho, corpo gostoso, cabelos castanhos claros, rosto delicado, muito bonito. Ela achava que ele estava fora do caminho e queria que ele passasse a ir na igreja. Fingi que não escutei e quando eles retornaram, me aproximei. Conversei e fiz questão d convidar para ele participar de algumas atividades comigo. Sandro devia ter uns vinte anos e com certeza curtia uma rola, embora fosse bem discreto. Não parava de olhar para meu volume, me fazendo ficar de pau duro. Disfarçamos. A mãe marcava em cima e eu não queria me expor. Sempre comia uns viadinhos, me amarro em cu de boy, mas, ele era diferente, valia a pena manter, era cu para comer sempre.

Ler mais

Meu padrasto me iniciou

Vou começar minha história de quando tinha 15 anos. Mesmo levando cantadas de alguns garotos e até alguns gostavam de ficar passando a mão na minha bunda, não me dava conta de que era diferente deles… Meio afeminado. Hoje tenho 25 anos e moro com um rapaz (meu macho); mas não sou de dar na pinta que sou gay como naquela época, e olhando algumas fotos realmente eu era de chamar a atenção: loirinho, olhos azuis, baixinho, bundudinho e ainda tinha lábios carnudos. Meu padrasto (Hélio) era super bacana comigo e me dava muito atenção… Ele até ficava muitas vezes no meu quarto jogando videogame comigo. Mas foi justamente no mês que ele estava de férias é que foi acontecer aquilo comigo. Brincando de bola na quadra do colégio, levei um tombo e cai de bunda com muita força sobre a bola… Doeu pra caramba, mas quando fui pra casa é que a dor começou a ser quase insuportável. Entrei em casa puxando a perna e quase chorando de dor quando meu padrasto percebeu. Ele preocupado:

 

Ler mais

Flagrei meu pai

Meu nome é Vinicius, tenho 30 anos, corpo trabalhado na natação, negro, 17 cm de pica, cabelo militar.
meu pai, Miguel, 58 anos, negro, barriga de choop, frequentador de natação tambem.

Quando criança e adolescente, sempre “vi” escondido meus pais transarem, sempre o mesmo esquema, minha mãe chupava seu cacete, ele chupava a buceta dela, depois faziam sempre o velho papai-mamãe, ate papai gozar dentro de minha mae, viravam e dormiam, e eu sempre vendo escondido e ja sentia muito tesao pelo cacete de meu pai, que era cheio de pentelhos, e muito grande, quando cresci parei de espiona-los.

Ler mais

Metendo a Vara no Meu Sogro

Me chamo Rodrigo, e tenho uma namorada de 24 anos, e ela é muito gostosa. Um corpo que para o transito. Fins de semana normalmente eu passo na casa dela na cidade ou passo na casa de campo que seus pais tem. Meu sogro, é um cara que se cuida, faz academia e pratica esportes. ele tem um corpo sarado. Um desses fins de semana fomos para a casa de campo. Pela manhã do dia seguinte acordei para tomar café e só encontro meu sogro. Pergunto onde estão minha sogra e minha namorada, a patricia. Meu sogro diz que elas tinham ido na casa de uma amiga delas que acabara de chegar da europa, e que só voltaria depois do almoço. E portanto meu caro genro, ficamos somente nós dois, elas nos abandonaram. Tomamos o café, e meu sogro me convidou para irmos para a piscina, e eu aceitei.

Ler mais