Dando pro amigo no motel

Antigamente tinha uma namorada e a gente transava muito, ela adorava dar o cu pra mim, sempre curti comer um cu de mulher, até aí tudo bem não era problema, sempre me considerei um heterossexual, mais enquanto comia o cu dela ficava pensando como seria dar o cu. Comecei a ficar interessado nisso mas ficava receoso de dar pra alguém e esse cara espalhar pra todo os meus conhecidos. Me lembrei de um amigo de infância que não morava mais na minha cidade e sabia que ele era um homossexual ativo, vou chamar esse amigo de João, ele era um negro, não era musculoso mas tinha um corpo bem definido e eu tenho plena confiança nele e pensei comigo ” Tem que ser ele ou

não vai ser com ninguém por que não confio em ninguém”. Marquei um dia que ele estava de folga e nos encontramos num bar pra beber umas cervejas, ele não sabia das minhas intençoes pois não adiantei isso pelo telefone, começamos a beber e eu comecei a dar mole pra ele que muito esperto percebeu na hora, após isso o papo ficou bem franco e falei da minha curiosidade, meu amigo falou que por ele tudo bem e que não me preocupasse por que guardaria esse segredo entre nós, saímos dali e fomos direto pra um motel. Chegando lá pedimos uma cerveja e ele foi tomar um banho deixando a porta aberta, nesta hora eu já tava com bastante tesão e um pouco inseguro, me

levantei da cama e fiquei na porta olhando ele tomar banho, olhei para aquela pica negra do mesmo tamanho aproximadamente da minha já meio ereta, ele olhou pra mim com um olhar sacana e disse “vem tomar banho também” eu fiz um sinal afirmativo com a cabeça e tirei minha roupa e entrei embaixo do chuveiro, meu amigo me olhou e disse “agora você é meu”, começou a passar a mão no meu pau e na minha bunda, depois ficou massageando meu cu com seu dedo sem enfiar, enquanto isso eu segurei sua pica e comecei a punheta-lo, meu amigo ficou muito excitado sua vara ficou muito dura e grande na minha mão, me ajoelhei na frente dele e comecei a chupá-lo meio sem jeito mas depois peguei o jeito e meu amigo começou a gemer muito e falava “Cara que chupada gostosa”, depois

de chupá-lo bastante ele me pediu para me levantar e começou a me chupar também, depois pediu para que eu colocasse as mãos na parede e empinasse a bunda, prontamente eu atendi, ele falou pra mim ” Porra cara seu cu é muito bonitinho e parece ser muito gostoso” ele se abaixou e começou a chupar meu cu, a sensação é muito boa e gostei bastante. Fomos com muito tesão para a cama e fiquei na posição de frango assado e pedi pra ele ir devagar, ele começou a me penetrar e na hora senti um pouco de dor mas ele continuou a enfiar aquela vara preta no meu

rabo, a sensação é muito louca ao mesmo tempo que incomoda achava gostoso ele meteu muito no meu cu, depois fiquei de quatro pra ele me fuder, meu cu já estava mais largo e ele metia até as bolas e voltava, eu comecei a sentir um prazer estranho naquilo e começei a gemer e pedir pra ele não parar e continuar batendo o saco na minha bunda, depois fiquei cavalgando ele um pouco, no final chupei aquela vara negra até João me presentear com uma grande quantidade de porra na minha boca, foi a única vez que senti a gozada de um homem na minha boca, nunca mais tive outra experiência homo mas confesso que as vezes tenho vontade de repetir.

Deixe um comentário