Sou casado mas dei gostoso

Meu nome é Marcos (fictício), tenho 37 anos, 1,80m, 70 kg, bonito, um pau gostoso. Nunca fui gay, mas o que aconteceu foi uma grande aventura. Minha esposa viajou e levou as crianças para uns dias fora da cidade do RJ e fiquei sozinho, pois precisava trabalhar. Fui então pra net, mais para distração do que qualquer outra coisa. Estava curioso e entrei na sala de Gays e Afins do RJ e, sendo inexperiente com este tipo de conversa (por computador) entrei com um nome fictício e a idade. Conversei com alguns caras e fiz perguntas, mais por curiosidade, mas é claro que o tesão começou a fluir, deixei rolar. Um cara me chamou e o Nick dele era coroa59. Fiquei conversando e ele me

perguntou o que procurava e eu disse que era um bom papo, mas que não tinha nenhuma intenção de mais nada. O papo acabou ficando legal e conversamos mais pelo MSN e ele me disse que tinha um grande porte (mais ou menos 1,90, 80kg ), não me importei muito e já estava saindo quando ele me perguntou se já tinha visto um pau. Respondi que não e ele me perguntou se queria ver, eu disse como, não quero, mas ele insistiu e ligou sua câmera. Ele estava de cueca e camisa e disse que se eu quisesse, ele tiraria tudo, disse que tudo bem então, se quisesse. Ele colocou pra

fora e o pau dele era perfeito, cabeçudo, grande, grosso, ou seja, um belo pau. Fiquei assustado com minha reação de muito tesão por aquilo, e ele sabiamente me levou a ter aquele tesão todo. Fiquei realmente mexido, mas fingi o contrario. O papo foi esquentando ate que eu falei que não agüentaria aquilo tudo, ele riu e disse que já tinha feito com um carinha, parecido comigo, magro, alto e que o cara foi bem legal. O tesão foi aumentando, e estava uma noite fria,chuvosa e acabei comentando com ele (no auge do meu tesão e loucura) que estava louco pra ficar embaixo

de um edredom, com ele. Foi a deixa pra ele me convidar pra ir a sua casa, estava sozinho. Pedi um tempo pra pensar e anotei o telefone dele. Dez minutos depois estava eu ligando pra ele, só que ele me pediu algo inusitado, que se eu fosse realmente a casa dele, levasse algo de minha mulher (calcinha e salto alto), fiquei meio sem graça mas disse a ele que não iria dar, poderíamos brincar somente. Ele concordou, mas me disse que me queria como sua namorada.

Fiquei tonto e louco ao mesmo tempo e, acabei levando umas calcinhas e um sapato de salto. Era um misto de loucura e tesão. Cheguei a sua casa e tremia muito e quando o vi abrindo a porta, gelei, era realmente bonito e bem sarado. Bebemos alguma coisa e ele me pediu pra colocar a calcinha e o salto alto, confesso que não sabia qual seria sua reação a me ver com aquilo tudo, tenho uma bunda elogiada pelas mulheres, que sempre a acharam linda, mas por um H, era a primeira vez. Fui ao banheiro e ele me disse que estaria na cama, embaixo do edredom. Fiquei um tesão e quando ele me viu me elogiou bastante e me deu muita segurança. Entrei embaixo do edredom e ficamos nos olhando de lado, ele se aproximou e nos beijamos deliciosamente, senti um corpo tesudo de um macho, e que piroca,

toquei-a de leve, e quis tê-la só pra mim. Ele me colocou de bruços, me beijou inteiro, até à minha bunda então, disse que nem de uma mulher ele tinha visto uma tão perfeita. Agarrei-me a ele e nos levantamos e aquele homem atrás de mim, segurando meus peitinhos, roçando aquele pau atrás de mim, beijando minha nuca, gozei sem nem tocar no meu pau, pedi que me fizesse mulher, ele se posicionou deitado na cama, passei um creme que ele tinha e desci meu corpo magro por aquele mastro que sumiu dentro de mim, não acreditava que ele era meu, cavalguei, gritei, gozei

novamente sem me tocar. Ele me colocou de frango assado e pude sentir o peso e as formas de sua bunda e corpo todos dentro de mim, suávamos e nos beijávamos feito loucos. Colocou-me de quatro e literalmente acabou comigo. Fodemos e muito a noite inteira, engoli a porra dele umas quatro vezes e gozei pelo menos umas cinco, sem exageros. Já estava amanhecendo e ele não saia de dentro de mim, não sei como ele agüentou me comer a noite toda, precisava trabalhar, nos vestimos para sairmos juntos. Fui até à porta e dei um último beijo nele, ele ficou com tesão de novo e

arrancamos nossas roupas e demos mais uma no sofá e outra na varanda, as 5 horas da manhã. Trocamos telefone e no dia seguinte estava lá novamente, sendo a putinha do meu gato. Ele me comeu os quatro dias que fiquei solteiro.

Deixe um comentário