Perdendo o cabaço na vara do negão da academia

Como vocês gostaram muito do conto anterior vim contar como eu virei a putinha de macho leiteiro que eu sou hoje
Pra começar eu sou moreno tenho 181 cm de altura, um corpo normal e uma bunda redondinha razoavelmente carnuda, daquelas que é boa de se dar tapa, e sou novinho, hoje no auge dos meus 19 anos, porem esse conto se passou um pouco antes.

Eu morava em São Caetano aqui em Salvador, estava em casa de bobeira antes de ir pra academia e vi o grindr baixei achando que era um jogo e me arrumei, fiz meu cadastro botei minha foto e fui pra academia.
Chegando lá recebi uma notificação de um perfil chamado Negão Tentação, fiquei curioso pois não tinha foto e puxei papo

EU – Olá tudo bem?
NT – Olá tudo sim e com vc?
EU – To bem tbm, o que faz de bom?
NT – Vendo vc treinar perna e doido pra fazer vc agachar em mim

Ao ler isso fiquei sem graça pois tinha acabado de perceber que era um aplicativo de putaria

NT – Topa fazer o cárdio lá em casa depois?
EU – Topo – disse na minha inocência achando que seria realmente uma continuação do treino

Nisso chega perto de mim um negão alto, corpo definido mas com uma barriguinha de cerveja com um cheiro maravilhoso de macho suado, mas não sujo e sim cheiro de testosterona, ele se apresentou dizendo que se chama Beto ele que tinha falado comigo no app, perguntou se eu ia demorar pra acabar e como eu tava no ultimo exercício eu disse que não, ai ele me ajudou na ultima série de agachamento e eu pude sentir seu membro grande e grosso me cutucar através da bermuda.
Terminado o treino segui ele pra sua casa que não era muito longe dali ele entrou me puxou pra dentro e me deu um beijo de tirar o fôlego e qualquer força q eu pudesse ter, por ser minha primeira vez eu não dei aquele beijão que ele merecia então ele disse:

NT – Você é virgem né ?
EU – Sim, nunca fiz sexo com ngm
NT – seu dia de sorte vou ensinar tudo que vc precisa fazer

Me levou para o banheiro e mandou eu tomar um banho e disse q ele n ia tomar pois eu deveria sentir o gosto de macho de verdade, enquanto ele falava isso meu cu piscava e meu tesão explodia, um homem daquele querendo me comer me deixava em êxtase, me ensinou a fazer a chuca e mandou eu ir pro quarto e esperar ele de 4 na cama, como não queria decepcionar aquele deus grego obedeci como uma boa cadelinha
Quando ele chega vejo por baixo que eu sairia dali sem meu toba, aquele homem deveria ter seus 20 cm de pau babão ( os melhores são na minha opinião ) se aproximou de mim, ajoelhou e meteu a língua com vontade no meu rabo, senti ele ir em cada pedacinho, mordia dava tapa e eu me tremia todo de tesão e meu pau babava como nunca, nem nas minhas melhores punhetas senti tanto prazer, do nada ele para e fala:

NT – Vem me chupar

Tremi de medo, mas aquela selvageria no qual ele usou pra chupar meu rabo ele guardou e foi carinhoso comigo ao me ensinar e mama, no inicio foi só a cabeça rosada daquela tora preta, aos poucos ele foi botando um pouco mais e eu sentindo cada veia daquela giromba até q engasguei e ele segurou pra eu n sair e quando eu comecei a chorar pela profundidade ele tirou, esperou um pouco e repetiu o processo, cada vez indo mais rápido até que ele fez minha boca de cuceta, metia com vontade e eu babava ele todo ouço seu gemido e sinto no fundo da garganta um liquido quente grosso e pegajoso, tinha um sabor maravilhoso

NT – agora que dei de mamar pro bezerrinho eu vou comer seu cu e vc só vai poder gemer

Falou com um brilho malicioso no olhar me carregou e botou de 4 em sua cama, pegou um creme passou na portinha do meu cu e em seu pau, como já havia me alargado com sua língua ele cuspiu no meu cu e foi forçando a entrada, eu fui indo pra frente pois era uma rola mt grande pro meu cu virgem, Beto percebeu q eu ia tentar fugir abraçou minha cintura e disse agora q vc está aqui só sai dps de gozar, ao terminar essas palavras ele botou mais força e eu senti sua rola me abrindo em 2 e minhas preguinhas se desfazendo todas, ele continuou metendo até eu sentir seus pentelhos encostarem em minha bunda ele abre um sorriso e solta:

NT – morde o travesseiro q eu vou sem dó

então lentamente começa a tirar a rola, achei eu q teria um alivio momentâneo mas quando chegou só na cabecinha ele meteu tudo de vez me fazendo ir aos céus e gemer igual uma puta, ouvindo isso ele perdeu completamente o controle,começou a bombar no meu cu como se fosse a ultima foda dele eu gemia e delirava naquela vara me adentrando, depois de algumas bombadas eu boto minha mão nele pedindo calma, ele possuído pelo tesão pega meu braço me segura e diz:

NT- Puta minha aguenta rola até eu gozar

Ele para me vira de frango e vejo em seus olhos q eu sairia dali bambo.
Olhando no meu olho ele volta a meter em meu cuzinho que agora já estava só um buraco e entrava fácil sua rola , nesse vai e vem depois de uns minutos eu gozo me sujando todo, a porra vindo até minha cara, ao ver essa cena ele se contorce toda e inunda meu rabo de leite, sinto cada parte do meu estômago sendo inundado e sua rola pulsando.

Ficamos deitados por uns minutos descansando do sexo que tivemos e fomos pro banheiro tomar banho, ele me ajudou pois eu mal me mantinha em pé, depois de um banho frio vestimos nossas roupas e eu fui pra casa feliz da vida pois tinha perdido meu cabaço e tinha tido o melhor dia da minha vida

Deixe um comentário