Hetero curioso com o primo no cinema

Se leram meus dois primeiros contos, viram que tenho uma relação deliciosa com meus primos. Principalmente com o Bruno.
Meu nome é Rafa, sou branquinho e sem pelos. E nesse conto, vou relatar o episódio do cinema.
Era uma sexta, eu e meu primo estavamos combinando de ir ver Divertidamente que estava em cartaz no sábado. E chegando o dia, como já sabia que após o cinema a gente ia dar um jeito de fazer uma brotheragem, peguei uma calcinha vermelhinha bem fininha da puta da minha irmã, e já fui vestida com ela, por baixo de uma calça preta skinny pra não dar pinta.

Pois bem, em público agimos como dois primos normais, então até entrar na sala estava tudo nos conformes. Como pegamos a sessão das 17h, imaginávamos que teria muitos adolescentes como nós porém, o inesperado aconteceu. A sala estava vazia! Pra não dizer que não tinha uma alma viva, havia uma mãe com três crianças pequenas mais pra parte da frente das cadeiras.
Pegamos lugares mais altos e fundos na sala, e sabendo o quão vazio estava, já estava batendo aquele tesão.
Já estava na metade do filme, não consegui prestar atenção direito de tanta vontade de fazer sacanagem. Então tive uma idéia.

– Primão, acho que meu celular caiu, vê se caiu desse lado aí por favor. – pedi a ele.
Enquanto ele abaixava pra conferir do lado dele, aproveitei pra abaixar um pouco minha calça, pro fio da calcinha ficar bem visível.
– Não ta aqui não Rafinha. – disse Bruno.
– Não, beleza. Vou dar mais uma olhada aqui.- e com isso já me abaixei totalmente empinadinha pra fingir que estava procurando.

Quando voltei a sentar corretamente, ele estava me olhando com fome, apertando o volume na calça. Por falar em volume, vale destacar a baita piroca que meu primão tem! 18 cm, moreninha e grossa! Meu brinquedinho favorito.
– Cachorra! Veio preparada pra ser minha mulherzinha né?!
Me aproximei um pouco do rosto dele.
– Sim papai. Você quer ver mais um pouquinho da calcinha que coloquei hoje? – perguntei a ele.
Sem dar tempo de resposta, já simulei de novo que estava procurando algo no chão. Porém desta vez senti as mãos dele apertarem minha bundinha, forçando a calça um pouco pra baixo. Puxando a calcinha pra cima.

Não consegui me conter, virei de volta, ajoelhei na frente dele o mais escondido possível, puxei suas calças pra que só a rola saísse pra fora e comecei a lamber e chupar aquela pica cheirosa. Olhava pra ele com cara de putinha chorosa, fazendo beicinho e abocanhando a cabecinha dele. Fiz ele gozar antes do término do filme. Engoli toda a porra do meu homem. Disfarçamos e fomos embora cada um pra sua casa.
Quando chego em casa algo marcante acontece na minha vida, enquanto tirava a roupa pra ir pro banho minha irmã entra no quarto e me vê tirando sua calcinha.
Nossa relação melhorou muuuito depois disso!

Deixe um comentário